CADA PALAVRA & CADA LACUNA

CADA PALAVRA & CADA LACUNA

O mundo competitivo tem nos tornado cada vez mais: frios, amargos, insensíveis, pouco falantes e péssimos ouvintes. Vemos, mas não Enxergamos; ouvimos, mas não escutamos. Estamos cada vez mais individualistas. Se por um lado não estamos dispostos a doar nosso tempo, nossa ajuda, nosso carinho, nosso sorriso ou até mesmo o que chamamos de amor; por outro, usamos cada palavra e cada lacuna como peças de um jogo de xadrez, onde no final, tiramos do outro aquilo que ele tem de melhor. Sem dor na consciência; aliás, sem consciência. Queremos sempre subtrair e dividir; nunca somar e multiplicar. Esta é a razão porque estamos sempre frustrados, tristes, estressados e infelizes. Produzimos pouco e com baixa qualidade; e muitos vivem à base de remédios, drogas ilícitas, religiões radicais ou na promiscuidade.

O mundo está mergulhado na corrupção e na violência que começam dentro de cada um de nós.

Mas será que ainda existe solução para o mundo?

– Para o mundo… Talvez seja tarde de mais; mas para o núcleo familiar, que é a base da sociedade…

Ah, se todos soubessem que Deus criou a família para alimentar o amor e o perdão, e que o amor e o ódio nascem nas pequenas palavras e lacunas seguidas por atitudes! Bem que poderíamos começar a mudar nossos próprios mundos, preenchendo as lacunas do ódio, com pequenas  palavras e atitudes que alimentam o amor e o perdão.

Wagnon Soresine de Oliveira.