TDA/H: TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO.

Para não ser indelicado com um aluno muito inteligente, mas que não conseguia se concentrar na tarefa número 1, sem fazer dezenas de perguntas sobre a tarefa número 10,20, 100, 500 etc. o professor, muito paciente, lhe contou a seguinte história “brochoerótica”, que depois até se arrependeu porque a partir daí, o aluno parou de perguntar sobre as tarefas e mudou o foco para a história:

Contou o mestre: Certo dia durante uma linda noite de amor, após longas preliminares, à meia luz, ao som de “YOU TOCHED MY LIFE”, quando não se dava mais para resistir tanto desejo, dois corpos ofegantes se costuravam na mais bela cena de amor, quando em meio às carícias, ela desliza os dedos suavemente, pelas costas dele e pára um dos dedos na direção de seu pulmão e diz: Que caroço é este aqui nas suas costas?

Naquele momento ele deu uma pequena brochada, mas replicou: depois a gente vê isso mulher… Mas ela insiste e começa a apertar com força e diz: você precisa urgentemente procurar o hospital do INCA para fazer uma biópsia. Nesse momento ele já estava se esforçando para manter a ereção. A única solução para não sair mal na transa, foi adiantar o serviço e se levantar, correndo para o banheiro. Em lá estando, virou-se para espelho, examinou o tal caroço e viu que era apenas um cabelinho inflamado. Então ele, cheio de ódio, abaixou a tampa do vaso, sentou-se, fumou um  cigarro, coçou a cabeça e disse consigo mesmo: Essa arrombada estava o tempo todo distraída com outras coisas!